+55 51 3093.7200

PDM: Erros que podem afundar o seu negócio!

Erros de PDM que podem acabar como o futuro de seu negócio? No começo, o PDM é uma sigla que significa Padrão Descritivo de Materiais. Enfim, se usa para gerar e manter mais arrumado, reduzir os custos e aumentar o controle de uma empresa.

Além de definir esse padrão de controle, a empresa deve enfim, por em prática da melhor forma possível. Principalmente, quando existe a missão de criar uma gestão mais profunda ou arrumada dentro da empresa. Visando e limitando os dados que o sistema usou no processo de descrição de produtos.

Todo esse trabalho precisa facilitar as ações da empresa interna e de seus setores responsáveis para que enfim, possa auxiliar na produção de produtos, vendas e atendimento ao cliente.

Certos conflitos como duplos dados no processo de cadastro. Problemas para identificar certos tipos de produto e erros nas etapas de envio do produto ao cliente final. Estão enfim, entre os principais tipos de erros, ligados à ausência desse tipo de padrão nas empresas.

As empresas que não aplicam as normas de forma correta e não atuam com uma descrição bem definida sofrem multas.

Principalmente, em tempos onde mercados em crescimento são os de e-commerce, a aplicação desse tipo de padrão tem se tornado cada vez mais necessário. Para assegurar as atividades de produção e vendas da empresa e elevar a qualidade de resposta do negócio no mercado.

E qual deve ser a principal qualidade de resposta que deve ser exigida para uma empresa? A de atender bem o seu cliente da melhor forma possível entregando enfim, o que foi prometido e até mesmo entregando algo mais para encantar ele.

Cometer falhas no processo de onde se cataloga produtos, não ter padrão de processos, pode gerar perdas de lucros e de receita para a empresa.

As empresas precisam criar e se planejar com o marketing de qualidade, mas, ao mesmo tempo, ter atenção para aplicar padrões para achar diferentes tipos de soluções. Seja no ponto de produção, transporte ou serviço.

Neste artigo vamos apresentar maiores explicações sobre como enfim, esse padrão pode ajudar a gerar valor na sua empresa.

​O que é o PDM?

O PDM é uma sigla, significa Padrão Descritivo de Materiais se refere a um conjunto de métodos a serem aplicados enfim, em uma empresa. Oferece normas de classes para todos os produtos enfim, a serem usados pelo negócio em seus processos de produção, transporte e vendas.

Desejando garantir mais rapidez, precisão, classificações e melhores métodos de descrição dos itens a serem enfim, usados.

Como evitar erros PDM?

Esse tipo de padrão é indicado para ser usado em muitos ERPs. Porém qualquer empresa pode aproveitar o padrão e seus sentidos para enfim, gerar melhores impactos para o negócio. Visando ainda criar um ambiente favorável para criar melhorias no estoque e no processo de conversa interna com parceiros.

É um processo que é usado através de um sistema que cataloga itens. E segue como base o manual que apresenta enfim, todos os principais processos e nomes previstos.

Para evitar qualquer tipo de erro básico as empresas devem, enfim, adotar o mesmo padrão ou regra no processo de descrição de objetos.

Os impactos da gestão de materiais com PDM

Sabemos que a empresa em seu processo de produção de produtos e de serviços precisa aplicar ainda mais, uma gestão de objetos.

É importante analisar enfim, como o uso do PDM pode de fato mexer na gestão de objetos de uma empresa. Por outro lado, se começa a considerar diversos problemas que tiveram início no conflito de cadastro de produtos.

O cadastro de produtos é parte importante na gestão de objetos de uma empresa. Enfim, um erro pode gerar perda de tempo, dinheiro e falhas no serviço ao cliente.

Ao evitar erros de PDM, a empresa precisa entender que a aplicação do padrão descritivo de materiais gera ainda mais, ganhos para a empresa.

A seguir enfim, mostramos os principais ganhos que o PDM pode gerar para a empresa.

1 – Força no processo de estoque com PDM

Com a aplicação desse padrão o responsável pelas linhas de produção e pelo serviço enfim, passará a ter uma visão mais ampla sobre processos. De reposição, novos negócios e melhores contratos.

O grande foco será conseguir o melhor preço e enfim, o melhor prazo para o pagamento dos produtos.

A empresa ainda poderá decidir sobre o melhor ciclo para realizar as compras e definir enfim, a quantidade certa para evitar desperdício.

2 – Melhoria na cadeia logística

Quando é feito o cadastro de um produto de diferentes formas é mais comum que surjam problemas de estoque e no processo de envio dos produtos.

Através do padrão todos os dados podem ser mantidos de forma integrada ao ERP, de forma mais rápida e com maior eficiência, sendo que esse tipo de empresa gera ganhos na cadeia logística.

3 – Respeito à lei

Ao evitar erros de PDM a empresa garante que estará cumprindo norma previstas na lei brasileira, lembrando que a ausência de um padrão no processo de descrição dos produtos poderá gerar processos, multas e problemas junto aos setores fiscais.

Podendo abrir margem para que tenham outras buscas de sonegação de impostos e uso indevido de dados.

Em casos de multas e processos, a empresa poderá sofrer com perda de dinheiro e de custos judiciais.

4 – Redução da carga tributária

No Brasil, o peso dos tributos é muito pesado para as empresas. O bom uso do processo de Padrão de Descrição de Materiais orienta a empresa no momento de pagamento dos impostos.

O uso da descrição correta ajuda a empresa a cumprir as leis. Sendo que a descrição de cada produto deve estar lado a lado com a sua modalidade de cobrança de tributos.

Assim a empresa terá mais ordem fiscal e vai gerar mais economia no final de cada ano, sem o risco de pagar tributos duas vezes.

5 – Melhorias no processo de atendimento

Ao ter todos os produtos nomeados por um padrão técnico e descritivo. Os vendedores ou responsáveis pelas vendas da empresa poderão melhorar o processo de abordagem e de serviço junto aos clientes.

O responsável vai entender que cada descrição é relacionada a um tipo de produto ou setor de produto a ser retirado do estoque para uso na produção ou entrega depois de uma venda feita.

Entre os erros de PDM o mais comum é quando a entrega de um produto errado, gera problema com o cliente e com o setor de gestão interna.

​Como criar o PDM?

A seguir mostramos os principais passos a serem seguidos para a criação do padrão certo:

Seleção de produtos para o PDM

No processo de seleção dos produtos, os responsáveis devem estudar os itens para levantar todos os itens a serem vendidos ou colocados em definido ponto de estoque.

É importante considerar os muito itens, aplicações e condições de cada tipo de produto. Todo esse trabalho vai criais descrições mais completas e geração de classes mais corretas evitando erros ligados as mesmas classificações.

​Definição de um padrão rápido

Depois de estudar e achar cada tipo de peça, os responsáveis devem definir o padrão a ser utilizado. É importante procurar por um bom padrão que ajude a equipe e parceiros nos processos de descrição.

​Algumas empresas podem também procurar se adaptar a outros sistemas como o UNSPSC (Universal Standard Products and Services Classifications) ou à NCM (Nomenclatura Comum do MERCOSUL).

Por outro lado, se empresas procuram criar o seu próprio padrão, é bom criar um manual. Que de fato oriente a equipe a fazer os processos de descrição da forma certa.

Porém, esse tipo de padrão não fala só dos termos usados para a criação de descrição dos produtos, mas também para uso de siglas, espaços, uso de fontes e mais detalhes envolvidos.

​Uso de um bom sistema

Para gerar e aplicar querendo evitar erros de PDM a empresa ainda deve contratar um sistema de controle e registro que seja seguro e bom.

É bom ter uma tecnologia que seja precisa no meio digital para o registro dos produtos e gerar relatório de dados para serem conferidos com mais facilidade.

Em muitos casos não é bom contar somente com uma planilha de excel, é bom contar com sistemas ou soluções mais amplas capazes de integrar o ERP ao processo de descrição e emissão de notas.

O treinamento

Em muitos casos, para evitar erros de PDM é bom ter em mente que a equipe e parceiros de negócios precisam estar a sabendo de cada processo, sendo importante que, em certos casos, a empresa treine sua equipe da forma certa.

Função prática

Esse tipo de padrão também oferece muitas funções práticas para o que a empresa funcione, sendo o PDM um sistema que deixa o item ter uma classe e cria um manual de processos com objetos certos para a total descrição, e classe certa do produto de forma que tenha um padrão.

Uma das principais funções práticas desse processo é ajudar a criar com mais certeza o processo de classe de produtos, ordem dos dados de cadastros, redução dos erros de PDM, redução de custos de operações, elevação da rapidez nos processos de compras e estoque, ganho de rapidez, precisão de fluxo de dados, melhoria no processo de procura, fusão de sistemas e união dos dados do estoque.

Como implementar?

O uso do PDM deve seguir uso de um modelo de sistema para orientar e classificar os itens e códigos. Vejas os principais passos a seguir:

Manual PDM – Se refere ao conjunto de regras que levarão todo o processo de cadastro de produtos. É um documento que esclarece sobre o uso de termos, e mantem a igualdade de razão entre os usuários.

Estrutura – É sobre à criação de uma lista de traços técnicos com dados obrigatórios e extras dedicados para a descrição de SKUs ou grupo de SKUs.

Uso de regras – É bom para os responsáveis montarem a “árvore PDM” para ajudar no processo de classificação de todos os produtos presentes na empresa. A árvore vai ser o resultado do grupo de SKU seguindo as regras de semelhanças e demais qualidades dos produtos.

Os padrões que vão seguir poderão ser o UNSPSC (Universal Standard Products and Services Classification) a NCM (Nomenclatura Comum do Mercosul): baseada no “Sistema Harmonizado de Designação e Codificação de Mercadorias.

Objetivos da empresa

Buscando evitar erros de PDM é importante que a empresa faça os seus objetivos de mercado junto com as metas e melhorias de atividades, processo de introdução de novas iniciativas para os setores evitarem desperdícios em diferentes áreas da organização de materiais.

O PDM no exterior é falado como MDM ( Master Data Management) e oferece a chance de acabar com erros de PDM ou situações de luta para achar os produtos, cadastros e entregas.

É um método que ajuda a empresa a alcançar os seus principais objetivos por meio de jeitos que usam uma definição única e classificação para todos os produtos.

A empresa vai conseguir eliminar dados duplos de um mesmo item, organizar de novo o estoque e gerar dados mais claros com a redução de casos de trocas ou erro de separação dos itens.

​Conclusão

Portanto, para evitar os erros de PDM as empresas devem seguir as regras mostradas neste artigo e seguir pesquisado novos manuais.

Nos tempos atuais, muitas empresas ainda não se importam com esse tipo de classificação de forma correta, sendo básico usar a classe correta de produtos gerando soluções que sejam definidas para evitar conflitos na gestão do estoque.

Seja para locais físicos ou virtuais, esse tipo de ordem é fundamental mesmo para empresas que atuam com estoque mínimo ou de terceiros.

A categoria e ordem de produtos destinados para a produção também precisa de padrão e regra.

Muitas empresas, por outro lado, geram importantes ganhos ao aplicar esse tipo de padrão de forma certa e bem focada.

Gostaria de saber mais? Chame nossa equipe para marcar uma reunião!

admin_12

klassmatt

A Klassmatt é uma empresa especializada em saneamento, governança de cadastros de Dados Mestres e Big Data, com 23 anos de experiência, possui clientes em mais de 35 países e desenvolveu a plataforma mais avançada e robusta do mercado na área de governança e padronização de cadastros de materiais, serviços, clientes e fornecedores, a plataforma Klassmatt®. Oferecemos soluções para saneamento de dados referente as descrições, padronização, higienização, enriquecimento de materiais, serviços, clientes e fornecedores, atuamos com classificação fiscal de NCM, NBS, CEST, LC 116, tradução para diversos idiomas, categorização UNSPSC e adição de mídias, tudo de acordo com os mais altos níveis cerificações nacionais e internacionais.

Você pode gostar

NBS

O que é NBS?

Antes de tudo, NBS é a nomenclatura brasileira para serviços e outras atividades que geram mudanças nos bens.

O que é Gestão Master Data (MDM ou Gestão de Dados Mestres)

O que é Gestão Master Data? (MDM)

Antes de tudo, para entender bem a gestão de dados mestre (MDM). Primeiramente temos que definir e explicar o que são dados mestre e diferenciar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.