Contate-nos: contato@klassmatt.com | +55 51 3093.7200

Homologação de fornecedores: O que é e quais seus processos

Se tratando do setor de compras de uma empresa, a gestão dos fornecedores ou Homologação de fornecedores é uma das coisas mais importantes para o setor de compras da sua empresa. Você conhece os benefícios dessa prática e como ela pode agilizar os processos da sua empresa? Para a entrega de bons resultados e redução de custos, garante que sua empresa seja competitiva e tenha uma boa posição no mercado, na frente das outas do mesmo setor.

Os fornecedores são um dos parceiros mais importantes para a empresa ,para o recebimento de produtos. Para revenda e itens, para aplicar no processo de produção, e também para a economia do espaço na gerencia de materiais e serviços.

Entenda o processo de homologação de fornecedores, qual sua importância, suas etapas e suas vantagens.

Assim, é importante da mesma forma ter um bom sistema gestão de fornecedores. E, dentro dessa gestão, o processo de aprovação é muito importante para uma boa gerencia dos negócios. Não tem como ter uma boa gestão e, também, bons resultados sem o negócio ter uma boa relação com fornecedores da sua empresa.

Para uma empresa ser bem sucedida e com uma boa relação e de confiança entre o fornecedor e a negócio. Cumprir os prazos e as entregas dos produtos e serviços com qualidade se muito importante para a boa relação com o seu fornecedor. Busque padrões de atendimento bons pela empresa que te atende, o processo de aprovação de fornecedores é importante para essas situações também, não é apenas sua empresa que tem que prestar um bom atendimento, seu fornecedor deve fazer o mesmo.

Aprovar um fornecedor é uma coisa que pretende melhorar a relação de contrato de compra e venda de sua empresa com o seu parceiro, por isso uma relação de confiança é ideal. Depois de escolher as condições, acordos e pedidos para garantir que o fornecedor te entregue os itens que você quer, seja eles de bens ou de serviços, você pode começar a pensar no contrato formal com seu novo parceiro.

Este procedimento importante causa de duas coisas:

Em primeiro lugar, a aprovação diminui muitos riscos na gestão de fornecedores na cadeia de estoque, o que trás melhorias para os materiais da empresa. Em segundo lugar, o processo quer deixar a negociação e as compras mais seguras, garantindo mais confiança para os negócios com o fornecedor que você escolheu para trabalhar com a sua empresa e ser seu parceiro nos negócios.

Etapas

Em geral, a aprovação dos fornecedores pode ser dividida em três fases: pré-cadastro, aprovação e o cadastro.

No pré-cadastro, o fornecedor observado por você, entra em contato com sua empresa para ter um contrato. Em outras palavras, oferece os seus bens e serviços para a empresa, buscando sua contratação.

Nada impede, que a empresa procure rapidamente um fornecedor em um catálogo. Que nada mais é do que uma base de dados em que são feitos cadastros de fornecedores de bens e serviços, deixando mais fácil a busca das empresas que precisam de um bom fornecedor e não sabe onde buscar.

Em seguida, na aprovação, a empresa realiza uma várias buscas sobre o fornecedor. Buscando saber se ele atende às condições e qualidades que a empresa busca para atuar junto dela.

Nessa etapa, se espera que a empresa tenha o mínimo cuidado para olhar os documentos e certificações do fornecedor. Consultar cadastros públicos para saber a sua atuação junto com as outras empresas. A partir dessa base, se pode negociar um preço mais barato com o fornecedor.

Então, se o fornecedor estiver dentro das regras definidas, ele é registrado no sistema da empresa como aprovado após ser verificado.

Nesse sentido, os cadastros de fornecedores são um importante objeto de controle para a empresa, deixando fácil a gestão da relação com os fornecedores. Inclusive, o cadastro de fornecedores com que nunca se realizou um negócio é incentivado. Já que agiliza uma contratação casual com a bons preços e reduzidos custos.

Além disso, os dados dos cadastros dos fornecedores devem estar atuais, evitando problemas nos negócios.

Se percebe, assim, a importância e as vantagens do processo de aprovação de fornecedores. Tendo maior segurança e confiança na hora de fazer os negócios, redução de riscos e melhores recursos.

Para ter mais acertos nesse processo, é importante o uso de uma boa ferramenta de gestão. Ou seja, um software de gestão de fornecedores para gerir os dados.

Homologação de fornecedores: Como Fazer?

Antes de tudo, como fazer a homologação de fornecedores? Se trata de um meio que se virou fundamental para escolher seus parceiros. Para que a sua empresa não sofra com a falta de itens e de qualquer tipo de produtos que precisa no seu dia a dia.

Primeiramente, a meta é que não falte produtos com o uso desse processo em sua empresa e que não tenha os atrasos e as produções.

Enquanto, hoje em dia, o tempo se tornou cada vez mais importante para empresas que precisam contar com produtos em seus estoques. Para atender as vendas que vem a aumentar.

Acima de tudo, o grande objetivo é atender os clientes. Com qualidade e entregar os produtos dentro do tempo que foi falado para não deixar o cliente esperar por muito tempo.

As vezes, entre outros motivos esse tipo de aprovação se trata de um cadastro que ajuda a mostrar os fornecedores atuais. Enfim, seu histórico e as condições de compra e venda junto a cada de fornecedor.

Neste artigo vamos enfim, falar mais sobre essas ideias e uso das práticas que acabam com esse tipo de tarefa.

O que é a homologar um fornecedor?

Em suma, se trata de um método que te ajuda na escolha, cadastro e aprovação do fornecedor escolhido. Para que ele esteja com aprovado a vender e fornecer itens ou produtos para as tarefas da empresa.

Dessa forma, como foi visto nos casos dos carros, a produção ou a venda de produtos pede que a empresa tenha um bom fornecedor. Enfim, homologar deve funcionar também para validar a lista geral e considerar a produtividade e a qualidade como um todo.

Dessa forma, é come esse processo, que empresa vai diminuir os gastos que o processo de busca gera dentro do negócio. E, as vezes, aumentar a confiança e a segurança que se tem com os fornecedores.

​Como funciona a homologação de fornecedores?

Antes de tudo, se estuda como homologar um fornecedor, nesse momento devemos olhar as qualidades que ele deve apresentar para ser visto pela empresa como um bom parceiro.

Antes de tudo, junto das melhores qualidades, o fornecedor precisa ser entregar na hora as entregas, ter bons produtos. Bem como, ter um bom preço, juntar um bom serviço e cumprir todos os acordos feitos com os seus clientes. Bem como, oferece suporte técnico, atualiza o seu cliente com as informações certas e completas. Sobretudo, é importante ter um bom histórico no mercado, apresentar documentos sempre que preciso. E enfim, tem que obedecer às regras fiscais e jurídicas, a unir suas melhores qualidades técnicas e financeiras, se tornando a melhor escolha na hora de se procurar um fornecedor.

Antes de mais nada, a empresa deve analisar os seus fornecedores atuais e ver se tem qualidades que são o que sua empresa precisa e depois sim procurar novos formadores e estudar eles.

Na prática, como fazer a homologar um fornecedor do jeito certo?

Se a sua empresa faz carros, ela vai precisar de fornecedores de peças elétricas. Por outro lado, se uma loja vende carros ela deve ter os melhores fornecedores de carros para atender os seus clientes e manter eles em contato com você.

De todo modo, a empresa vai precisar realizar uma ação para que seja selecionado um bom fornecedor. Para deixar essa escolha fácil e rápida o dono do negócio pode fazer uma lista onde tenha informações sobre ele, seguindo as dicas que já falamos acima.

Etapas de estudo

Para realizar um estudo e escolher o melhor fornecedor para ser seu parceiro nas vendas, a empresa deve olhar os as informações seguir, desse jeito ela vai poder ter ideia do que o fornecedor pode ter de bom:

– Ajudado: É um nível de competição que o fornecedor apresenta em relação aos outros. Por outro lado, a empresa deve ter uma lista com outras opções de fornecedores que possam substituir o fornecedor principal para que desse jeito nunca falte insumos para sua produção e assim seu lucro fica igual, sem ter alteração por causa de um fornecedor que não cumpriu o prazo.

– Estratégico: A empresa tem que ver se o fornecedor tem o controle do seu mercado ou se apresenta valor para ganhar dos concorrentes em todos os níveis que a empresa busca.

Commodity: Nesse item a empresa deve ver se o fornecedor tem insumos o suficiente para atender o que sua empresa precisa e se caso algum dia ema precisar de mais do que o comum, se esse fornecedor vai conseguir atender ela.

– Oferta: O fornecedor pode apresentar níveis de ofertas baixos ou altos, ou ainda oferecer obstáculos para acesso de seus produtos. Principalmente, no caso de fornecedores de fora do país.

– Pré-cadastro : Nessa etapa começa os primeiros passos de saber como fazer homologação de fornecedores. Sabendo que é através do pré-cadastro que temos as informações iniciais de contato e perfil de cada empresa.

– Homologação: Nesse ponto estamos de fato fazendo a seleção do fornecedor vendo se ele apresenta todos as normas pedidas.

– Cadastro final: Essa é a etapa final do processo no qual temos o registro do fornecedor já aprovado.

A importância da homologação de fornecedores para a empresa

É importante que a empresa possa ter a certeza que seus pedidos sempre vão chagar no destino do jeito certo. Cada item deverá ter a entrega dentro do prazo estabelecido considerando outros motivos conforme o que foi planejado.

Logo que um fornecedor pode ter sua homologação, se pode gerar a abertura. De um melhor relacionamento entre a empresa que vende produtos e a empresa que compra para produzir ou revender.

Depois da homologação a empresa que compra vai conhecer as principais ações, as formas de trabalhar e condições de entrega de cada fornecedor.

Entre outros motivos temos também a avaliação pelo do preço de cada produto. Porém, o preço não pode ser a único fator a ser considerado, sendo importante olhar o nível de qualidade e de benefícios.

Algumas empresas também erram ao não estabelecer uma relação mais próxima com a empresa que fornece produtos e insumos. O que poderá gerar negativos impactos para a atuação da empresa.

Uso de sistemas

Ao saber como fazer homologação de fornecedores, é importante ter sistemas e ferramentas digitais que te ajudam. Organizar listas e todas as informações de cada fornecedor.

As soluções digitais organizam os dados de contatos e tornam o contato mais próximo e mais exato.

O cadastro deve ser feito usando programas e aplicativos que se baseiam em sistemas de registros. Podendo também contar com o processo de auto cadastro, contando com gerenciamento de dados e de qualidade em tempo real.

No mercado atual de tecnologia da informação existem programas grátis mais simples e sistemas pagos. Com soluções para atender níveis de informações mais difíceis que podem ajudar na gestão de documentos e na hora de tomar a decisão.

Todo o processo de homologação se torna mais simples com a soma de programas. E de sistemas que ajudam a unir informações e deixar o processo mais rápido.

A seguir apresentamos as etapas mais simples para que empresas de diferentes setores saibam como fazer homologação de fornecedores de modo seguro e bem focado.

1 – Pense na segmentação

Quando a empresa separa os perfis de fornecedores ela consegue se relacionar melhor com eles e ter mais proximidade. Dessa forma, cada área entende os riscos e as oportunidades de cada perfil de fornecedores calculando a chance de retorno.

Por exemplo, a sua empresa poderá separar organizando uma lista com fornecedores de São Paulo ou somente do de fora do país.

Porém, essa separação é feita pela atividade de cada empresa. E a missão a ser feita como mostramos a seguir, desse jeito a segmentação é realizada por área:

Veja a seguir:

Fiscal: Através da segmentação fiscal podemos criar grupos de fornecedores considerando os dados do CNPJ e dos demais ativos fiscais.

Tributário: Ao verificar se o fornecedor tem um bom histórico com tributos também podemos organizar uma lista considerando esse ponto. Para evitar contratar serviços de empresas que escondem impostos ou estão envolvidas com problemas fiscais.

Trabalhista: no segmento trabalhista podemos escolher empresas que fornecem e que estão em acordo com a legislação dos trabalhista atual.

Atuação: A empresa que compra pode selecionar por segmento de atuação podendo aumentar o número de empresas por cada grupo.

Saúde e segurança: Contratar empresas que possuem programas de cuidado com riscos, comissões internas de saúde e segurança no trabalho. Gerando mais segurança para realizar as parcerias.

Razão social: Empresas que investem atuam em missões sociais podem ser boas candidatas no momento da homologação de fornecedores, por trazerem crédito ao seu negócio.

Reputação: Um ponto grande que pode ajudar é observar o nível de valor de potencial que um fornecedor tem no mercado. E como sua reputação pode ser vinculada com a marca de sua empresa.

Outros quesitos: Enfim, existem outros fatores para considerar, como as certificações que o fornecedor possui. Como no caso do ISO 9001 um selo de qualidade do fornecedor.

2 – Avalie a qualificação

O processo de homologação de fornecedores também tem ligação ao de qualificação que também depende da visão antes apresentada.

Nessa etapa é importante considerar qualidades que devem ser analisadas como todas as informações e certificados que o potencial fornecedor possui.

A empresa que contrata também poderá verificar se existem questões jurídicas ou financeiras nas atividades do fornecedor com outras empresas.

Porém, na etapa de qualificação se busca transformar o processo mais rápido procurando avaliação de padrões de riscos.

Dentre os principais fatores, é preciso ver a pontualidade na entrega. Também sendo importante olhar, qual o processo de revisão dos padrões de qualidades são aplicados. Uso de comunicação claro, capacidade de responder à procura, apresentação de preço justo, apoio para ajudar a sua empresa a alcançar os lucros. Oferta de suporte técnico, possibilidade de cumprir acordos, estar disponível para negociar com o cliente.

3 – Homologação

Por fim chegamos à etapa de homologação. Nessa fase estamos criando uma lista completa com os melhores fornecedores que estão preparados para atender a sua empresa.

Tendo as listas, todos os documentos nas mãos a empresa vai poder então saber como fazer a homologação de fornecedores de forma segura. Começando um novo processo para os contatos e negociações.

Por outro lado, é importante monitorar os fornecedores já homologados. Com o passar do tempo para verificar mudanças futuras em novos orçamentos, precificação e condições de cada item a ser adquirido.

Evite erros

Antes de tudo, a empresa que contrata precisa evitar erros no processo de homologação e fazer de novo de lista de fornecedores. Se trata de um processo difícil e com tempo que não poderá perdido.

Depois da homologação, a empresa deve ficar alerta aos casos de violação da lei por parte dos fornecedores. Evitar muitos papeis, e evitar não monitorar a qualidade dos fornecedores.

Manter uma boa relação com os fornecedores gera uma responsabilidade alta no momento de poder usar as ferramentas certas. Para monitorar e fazer a manutenção dos fornecedores já homologados.

Avaliação do atendimento

Outro fato importante é procurar olhar o nível de qualidade que o fornecedor atende. Mesmo que ele atenda a todos as condições (e apresentadas antes neste artigo). É vital olhar se ele atende dentro do prazo, se ele ajuda a sua empresa a completar prazos e, se tem boa educação no atendimento.

Porém a avaliação pode ser registrada pelos responsáveis de sua empresa que vão poder adicionar traços de qualidade ao lado do nome de cada empresa.

Enfim, mostramos como fazer homologação de fornecedores, apresentamos os principais passos para realizar essa tarefa e indicamos os erros devem ser evitados.

Geralmente, se trata de um processo de muito trabalho que pode consumir semanas ou meses de empenho. E que não poderá desperdiçar tempo e dinheiro da empresa que contrata.

É fundamental manter o total fornecimento, principalmente, para a empresa contar com o apoio e suporte necessário.

Quando se aceita contratar um determinado fornecedor a empresa está abrindo caminho para um novo parceiro de negócios entrar em seu ambiente como fornecedor.

A homologação faz a criação de relação através da transparência e qualidade da produtividade.

Porém, é importante pensar na capacidade de resposta do fornecedor. Na qualidade dos produtos e serviços, verificar condições fiscais e jurídicas corretas para continuar com a parceria.

Atualmente, empresas de diferentes tipos buscam por bons fornecedores sendo importante fazer uma seleção segura e organizada, ampla ou fechada. Querendo atender os projetos e objetivos da empresa que contrata.

É importante dedicar tempo, dinheiro e energia para fazer homologações profissionais e que levem mesmo a empresa no presente e no futuro. Assim a empresa vai ter resultados para suas atividades de produção e de vendas.

Portanto, é muito importante realizar esse processo de forma séria. Bem voltada desejando atender as necessidades de produção da empresa que contrata em seu mercado de atuação.

Os fornecedores são uma parte muito importante para o sucesso da empresa. Portanto, é muito importante ter um controle e conhecer de perto todos as dificuldades que podem prejudicar seu negócio.

Homologação de fornecedores, quais são suas etapas?

O setor de compras é uma área que, quando bem gerida, dá bons resultados por meio de redução de custos. Além de tornar a empresa mais competitiva no mercado. É um dos parceiros mais importantes que afetam nos resultados. O que deixa o processo muito importante.

Afinal, eles que garantem as mercadorias. E é importante ter esse vínculo formal com o fornecedor. É que se deve melhorar os processos e estabelecer uma relação boa entre os dois. 

Nesse artigo, vamos falar sobre a importância e quais as etapas que tem a homologação de fornecedores. Mas antes de você saber quais são as etapas, saiba por que é importante este processo.

Por que homologar fornecedores?

Para que o fornecedor tenha uma relação boa com seus clientes, cumprindo prazos de entrega e que o produto ou serviço seja de bom. Uma forma de manter esses padrões, é homologar seus fornecedores.

A homologação de fornecedores é um processo de contrato. Que tem o objetivo de ter uma relação de compra com o fornecedor com a garantia do fornecimento. Melhorando a gestão de tempo e recursos da empresa. Trazendo mais segurança durante as negociações e compras.

Após essa explicação, vamos para as etapas da homologação.

Quais são as etapas da Homologação de Fornecedores?

Podemos separar elas em três etapas, sendo:

  1.   Pré-cadastro: Quando o fornecedor entra em contato com a empresa para formar o vínculo;
  2.   Homologação: Verificar se o fornecedor atende aos requisitos e exigências da empresa;
  3.   Cadastro: Primeiramente se o fornecedor está dentro do perfil, é feito o registro no sistema da empresa com sua aprovação após a verificação.

Detalhando o processo de homologação de fornecedores, veja os seguintes pontos:

  • Documentação do fornecedor –  É necessário verificar documentações, certificados e realizar consultas públicas para ver se o candidato a fornecedor é regular. Lembrando que quanto mais importante for o item fornecido, maior a responsabilidade do fornecedor para que não falte este item. Além do material ou serviço fornecido por ele, mas olhar a qualidade pelas informações do fornecedor. Para saber se ele pode operar de forma normal se torna fundamental;
  • Bom preço – Além do material ou serviço ser de qualidade, é importante ver se o fornecedor tem um preço bom. Por meio de contratos, já que a homologação ajuda enfim no bom relacionamento de fornecedor e cliente;
  • Responsabilidade do fornecedor – Para que a parceria seja longa, é importante cumprir o que está proposto no contrato. Como também será importante escolher fornecedores que tenha os mesmos valores que o cliente, como a ética, responsabilidade social e a sustentabilidade.

Como a tecnologia pode facilitar a homologação de fornecedores?

Com o objetivo de facilitar a rotina dos compradores e do compliance das empresas. Existem plataformas que qualificam as informações que devem ser solicitadas pelo fornecedor. E que automatizam processos para que a homologação se torne mais rápida.

O mais indicado, são plataformas em que se pode personalizar todo o processo de homologação de acordo com o que sua empresa quer. Permitindo que a empresa escolha os responsáveis que vão fazer o procedimento. Até para que esse procedimento se torne mais fluido. E não exija que seus funcionários precisem se adaptar ao novo sistema. Mas sim, que plataforma se adapte a realidade da empresa através do espelhamento de fluxos existentes. 

Podemos concluir que o processo de homologação de fornecedores precisa ser bom. Pois a escolha de dos fornecedores possui um grande peso no setor de compras. Não dependendo apenas da preferência do comprador, mas sim da capacidade do fornecedor em atender e estar nos requisitos solicitados pela empresa. 

Também vimos que uma ferramenta de automação ajuda no processo de homologação de fornecedores. Que antes trazia dores de cabeça para os gestores de compliance e compras. Pode ser uma solução completa para deixar o processo rápido. 

Principais riscos de aceitar fornecedores sem certificação risco fiscal

A legislação tributária brasileira é complexa, por isso é fundamental que o fornecedor esteja em dia com seus documentos e obrigações fiscais – CNPJ, cadastro municipal, cadastro estadual, alvarás, estatutos, em Diversos outros documentos comprovam sua solidez e comprometimento.
Quaisquer irregularidades neste tipo de documento podem causar problemas, inclusive implicações para a própria empresa contratante.

Risco fiscal

Complicações fiscais também se aplicam à situação tributária do Brasil. Por isso, é fundamental garantir que os fornecedores estejam em dia com as autoridades fiscais e seus pagamentos de impostos municipais, estaduais e federais.

Para isso, é importante analisar documentos como certidões de dívida e dívida ativa sindical, além de certidões negativas em estados e municípios. Deve-se notar que cada empresa determinará o risco que deseja assumir. Por exemplo, desistir de um bom negócio apenas por causa da dívida fiscal pode não ser benéfico.

Riscos no trabalho

É essencial que os parceiros contratuais cumpram 100% as leis trabalhistas. E isso envolve verificar se o fornecedor está em dia com o pagamento do FGTS do empregado, analisar a Certidão de Débito Trabalhista (CNDT) e se há litígio em andamento com a Justiça do Trabalho, Atividade Superior (TST) ou não.
Qualquer irregularidade nesse sentido pode acarretar consequências para a empresa contratante, inclusive responsabilidade parcial ou mesmo total em eventual ação trabalhista. Risco financeiro
O risco financeiro está relacionado à solidez do negócio do fornecedor. Não é difícil imaginar as consequências se o sócio declarar falência, fechar por problemas financeiros.
Além disso, esse monitoramento não deve ser feito apenas com novos fornecedores, mas deve ser um processo contínuo, por meio da análise de seus resultados e balanços, inclusive de outros fornecedores.
Como ter mais segurança na homologação de fornecedores?

Defina o processo de avaliação

O endosso do fornecedor não é fácil. Antes que a empresa decida rescindir o contrato, é preciso comprovar a baixa qualidade do atual parceiro. E nem sempre é uma tarefa simples.
Portanto, durante o processo de aprovação, os fornecedores devem ser informados de que haverá um programa contínuo de métricas e táticas para seus serviços.

Dessa forma, fica claro que problemas de qualidade de entrega não serão tolerados e isso poderá levar ao término da relação comercial.

Aplicar princípios de conformidade

A definição de diretrizes de conformidade a serem aplicadas ao licenciamento de fornecedores é um ponto importante para garantir a conformidade no setor de compras e contratação. Para tanto, é necessário criar um sistema para orientar o processo de seleção e contratação de parceiros.
Isso envolve a definição de normas e políticas internas que servem como diretrizes para contratação, regulação de processos e padronização do relacionamento da empresa com os fornecedores.
Além disso, deve haver métodos e critérios de avaliação dos parceiros para garantir que os relacionamentos sejam realizados de acordo com a lei e atendam aos requisitos estabelecidos pela própria organização.

Tenha a tecnologia como aliada

A tecnologia é uma importante aliada na estruturação do processo de compras e gestão de fornecedores.

Por meio do uso das ferramentas certas, uma empresa pode reduzir custos, mitigar ameaças, centralizar e integrar seus processos de gestão de dados, financeiros e de riscos, além de facilitar os processos de compliance e estimular a governança em áreas afins. Importância da conformidade para aprovação do fornecedor
O procurement é uma das áreas mais importantes do negócio, pois trata diretamente das relações comerciais da organização, desde o recrutamento até a aprovação de fornecedores e outros processos.
Além disso, é uma área sujeita a uma ampla gama de leis e regulamentos, e continua sendo um dos principais centros de fraudes e outros atos ilícitos.
Por isso, é fundamental que a empresa busque assegurar relações transparentes e éticas com seus fornecedores, respeitando também suas próprias leis e normas internas.
Ao aplicar estratégias de compliance em compras e contratos – incluindo aprovações de fornecedores – a empresa garante maior controle sobre todas as etapas da cadeia de suprimentos.

Além disso, com procedimentos bem definidos, é possível garantir o cumprimento de códigos de conduta e ética e facilitar a identificação de anomalias.

Por todos esses motivos, o compliance oferece benefícios como:

  • Criar ações para prevenir, detectar e corrigir anomalias, como erros e fraudes;
  • Definir critérios claros para os processos de seleção de fornecedores;
  • Estabelecer negociações baseadas na ética e na lei;
  • Estabelecer parcerias mais transparentes;
  • Identificar riscos e incertezas, minimizando impactos negativos;
  • Prevenir perdas e danos, sejam financeiros ou legais;
  • Proteja os ativos da empresa.

A homologação de fornecedores visa trazer confiança e segurança ao relacionamento entre a empresa contratante e seus parceiros, reduzindo riscos, reduzindo custos e aumentando a qualidade da entrega.
Apesar de complexo, todo esse processo pode ser otimizado e agilizado por meio da tecnologia.

Além de facilitar a verificação de documentos e analisar a situação financeira, jurídica, tributária e tributária e os históricos dos fornecedores, essas ferramentas auxiliam na fiscalização do compliance, garantindo que os relacionamentos também sejam direcionados.

Então se sua empresa precisa de uma ajuda nesse assunto? Conheça o novo módulo da plataforma Klassmatt para homologação de clientes e fornecedores. Entre em contato e saiba mais!

Nathalia

klassmatt

A Klassmatt é uma empresa especializada em saneamento, governança de cadastros de Dados Mestres e Big Data, com 23 anos de experiência, possui clientes em mais de 35 países e desenvolveu a plataforma mais avançada e robusta do mercado na área de governança e padronização de cadastros de materiais, serviços, clientes e fornecedores, a plataforma Klassmatt®. Oferecemos soluções para saneamento de dados referente as descrições, padronização, higienização, enriquecimento de materiais, serviços, clientes e fornecedores, atuamos com classificação fiscal de NCM, NBS, CEST, LC 116, tradução para diversos idiomas, categorização UNSPSC e adição de mídias, tudo de acordo com os mais altos níveis cerificações nacionais e internacionais.

Você pode gostar

Classificação Aduaneira

Entenda a Classificação Aduaneira

Alguma vez você já escutou o termo “Classificação Aduaneira” e não sabia do que se tratava? Fique tranquilo, nós preparamos um artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.